Contabilidade Especializada em freelas

Quer uma contabilidade que fale a sua língua e entenda suas necessidades? Você é especialista no serviço que vende como freela. Nós somos profissionais especializados na contabilidade do seu tipo de empresa ideal! Por isso, atendemos somente:

MEI e Empresas do Simples Nacional

Atendemos exclusivamente o MEI e empresas Simples Nacional, podendo ser individuais ou sociedades limitadas.

Sem funcionários registrados

Trabalhamos apenas com micro e pequenos empresários que não possuam funcionários registrados em sua empresa.

Prestadores de Serviço

Nosso foco está 100% nos Prestadores de Serviço, por isso não trabalhamos com empresas de comércio e indústria.

Cadastradas na cidade de São Paulo

No momento só estamos atuando com empresas com CNPJ registrado na cidade de São Paulo.

Sua empresa não está registrada em São Paulo/SP?

Preencha o formulário e entraremos em contato assim que começarmos a atender a sua cidade.

TIPOS DE EMPRESA

Conheça os tipos de empresas existentes e confira a que mais de adapta ao seu caso.

MEI

Veja o video e saiba mais sobre como ser um Microempreendedor Individual

EIRELI x Empresário Individual

Entenda o que são Empresario Individual e Empresa Individual de Responsabilidade Limitada

Autônomo x Empresário

Entenda as diferenças entre ser autônomo e abrir uma empresa e as opções existentes

Tornando-se um empreendedor de si mesmo

Confira abaixo algumas perguntas mais comuns que recebemos sobre empreendedorismo:

Para quem está começando a empreender, se formalizar é sempre um primeiro passo! Com uma empresa aberta você pode emitir Notas Fiscais pelos serviços que presta, o que passa muito mais credibilidade. De todos os tipos de empresas, o MEI é o mais econômico no quesito impostos. Nele, independente do seu faturamento, você, enquanto prestador de serviços paga mensalmente uma guia fixa no valor de R$54,90.
O MEI é a categoria mais básica de empresas e foi pensado especialmente para quem está iniciando os negócios. Por isso, seu leque de atividades é um pouco reduzido e possui uma limitação quanto ao faturamento, que não pode ultrapassar os R$81.000,00 ao ano (R$6,750,00) ao mês.
Nada! É isso mesmo. Se tornar um microempreendedor individual não custa nada. Tudo é feito diretamente pelo Portal do Empreendedor e em alguns minutos seu CNPJ já está liberado. Depois disso, tem uma parte um pouco mais chatinha para que você possa emitir suas notas fiscais. Também não é nada muito complicado mas você precisa agendar um horário e comparecer em um posto da prefeitura. (Ao abrir seu MEI com o Simplificador, não precisa se preocupar com nada disso, nós cuidamos de tudo pra você =)
Os benefícios são muitos. Além de poder emitir notas fiscais pelos serviços que presta e transparecer que você está mais bem estruturado como profissional liberal, você ficaria coberto por todos os benefícios previdenciários tais como: direito a aposentadoria por idade, auxílio doença, salário maternidade, entre outros.

Outro ponto importante que os profissionais formalizados é a questão do aumento do Score de Crédito. Sendo um microempreendedor você pode solicitar um DECORE ao seu contador e assim ter mais facilidade na hora de pedir empréstimos bancários em seu nome, caso queira financiar um bem, por exemplo;
Se os seus negócios estão crescendo e você ultrapassou, ou está percebendo que irá ultrapassar o limite de faturamento anual de R$81.000,00, se está formando uma sociedade ou até mesmo se começou a desenvolver atividades que não são permitidas ao MEI, o mais indicado é realizar a transformação para uma microempresa do Simples Nacional. Não é um processo complicado e nós podemos te ajudar com todos os trâmites.
Aqui no Simplificador nós damos o prazo de 30 dias para a conclusão do processo de abertura. É claro que por depender de fatores externos, como a assinatura e o retorno da documentação de nossos clientes, esse prazo pode sofrer alguma variação, mas no geral, são 30 dias no máximo.
Os impostos obrigatórios para os titulares de empresas do Simples Nacional são: a DAS e a GPS.

A DAS é a guia que reúne todos os impostos mensais obrigatórios da empresa e tem seu valor calculado pela combinação das atividades e do faturamento mensal da empresa.

A GPS é a guia pela qual o empreendedor faz sua contribuição com o INSS. Faz isso por meio do valor declarado como pró-labore, sendo que o mínimo é o de um salário mínimo. O valor da guia é o correspondente a 11% do valor declarado. Com essa contribuição você tem direito a aposentadoria por idade ou por tempo de contribuição, além de todos os outros benefícios previdenciários como auxílio doença, licença maternidade, entre outros.
É baseado primeiro no tipo de atividade que a empresa desenvolve. A partir disso, é definido o anexo onde a empresa estará inserida. Assim, de acordo com a média de faturamento anual, é calculada à alíquota de imposto mensal dessa empresa.
Sim. Para estar em dia com a previdência e não correr riscos de que os lucros da sua empresa sejam considerados recebimentos pessoais, você vai precisar recolher INSS com base em, pelo menos, um salário mínimo. Para os empresários, a alíquota é de 11% sobre o valor base de contribuição e é ela que garante todos os direitos previdenciários tais como: aposentadoria, auxílio doença, licença maternidade, entre outros.
Contabilmente você não é obrigado a abrir uma conta bancária específica para a sua empresa. Porém, o que acontece muitas vezes, é que a empresa para a qual você presta serviços pode fazer essa exigência. Nesse caso, indicamos que ao abrir conta empresarial, você de fato faça a separação das coisas, não deixando seus gastos pessoais nessa conta.
Tirando o MEI que, embora faça parte, acaba sendo um regime especial de empresa, dentro do Simples Nacional você pode ter uma ME (Microempresa) ou uma EPP (Empresa de Pequeno Porte), o que muda nessas duas é apenas o limite de faturamento e a nomenclatura. Uma ME pode faturar até 360 mil e uma EPP até 4.8 milhões, mas na prática não muda muita coisa. O que muda mesmo é o tipo jurídico, que pode ser: Empresário Individual, Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI) ou Sociedade Limitada (LDTA).
Para empreender sozinho você tem duas possibilidades. Ser empresário individual (EI) ou abrir uma Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI). No caso da EIRELI, por ser de responsabilidade limitada, os patrimônios do sócio não são atrelados aos da empresa, mas por isso ela precisa de um alto investimento. O capital inicial registrado na empresa precisa ser, de pelo menos 100 salários mínimos. É isso mesmo! Se você estiver abrindo sua EIRELI em 2019, vai comprovar (por meio de depósito bancário ou declaração de bens) que está investindo R$99.800,00 na empresa.
Pode sim! Você só não pode ter duas empresas individuais do mesmo tipo em seu nome, mas em relação às limitadas, pode ser sócio de quantas quiser. Só é preciso ficar atento, pois caso ambas sejam do Simples Nacional, os faturamentos somados não podem ultrapassar o limite anual de 4.8 milhões de reais.

O QUE alguns PJs JÁ FALAM SOBRE NÓS?

Veja alguns profissionais com seu perfil que já estão trabalhando conosco:

  • A proposta de autonomia e economia do Simplificador sempre me atraiu, mas tinha receio de uma contabilidade toda online porque gosto de resolver coisas com pessoas e achava que poderia cair num limbo de robôs sem fim. Muito pelo contrário: resolvo tudo rapidamente, as informações sobre processos sempre vem no detalhe e quando precisei, fui muito bem atendida!

    Fernanda Cabral, Publicitária e co-fundadora do projeto IMAGINA.VC
    Cliente desde 01-2018

  • Desde que abri a empresa já comecei com o Simplificador e não poderia ter feito melhor escolha! A equipe está sempre disponível para tirar qualquer dúvida e o fato de ser on line ajuda muito na otimização do tempo! Estou muito satisfeita e feliz com a escolha!

    Elisabeth Callegaro, Médica Dermatologista
    Cliente desde 05-2017

  • Estou num momento de transição na minha carreira e achava que abrir uma empresa individual para prestar serviços seria um processo complicado e burocrático. O Simplificador mudou minha ideia sobre isso. É fácil, rápido e o atendimento é mais do que cuidadoso.

    Diego Borin Reemberg, Administrador de Empresas
    Cliente desde 07-2018

  • Além de psicóloga clínica; professora e supervisora do IPq do HC; mãe e esposa, complementa a minha vida o esporte, o lazer, a família e os amigos. Delego a minha contabilidade para a Equipe do Simplificador, que me ajuda, de fato, a simplificar minha vida- competência, preço e principalmente confiança!

    Cristiane Maluhy Gebara, Psicóloga
    Cliente desde 06-2018

  • Quando abri minha empresa não sabia o real custo da contabilidade: muito tempo e dinheiro. Agora as coisas mudaram e hoje sou uma cliente muito satisfeita com o Simplificador. Tenho confiança e clareza nos serviços prestados e quando surgem dúvidas conto com um atendimento excelente. Agora posso exercer a minha profissão sem gastar tantos recursos nos detalhes burocráticos. A contabilidade não me assusta mais.

    Mariana Campanatti, publicitária
    Cliente desde 02.2017

  • Eu precisei abrir uma empresa para emitir as notas fiscais dos serviços que presto. Conheci o Simplificador por meio das minhas buscas pela internet. Entrei em contato e fui super bem atendida. A equipe, muito atenciosa, esclareceu todas minhas dúvidas e me mostrou os melhores caminhos. Todo o processo de abertura foi muito simples e rápido!

    Milly Pastore, Arquiteta.
    Cliente desde 04-2018

  • O que mais me atraiu no Simplificador sem dúvida foi o preço (fiquei perplexo ao saber que precisaria desembolsar cerca de um salário mínimo com uma contabilidade tradicional) e o fato de ser tudo online. Não gosto de burocracias, sou uma pessoa muito ligada em tecnologia e conhecer uma contabilidade assim foi ótimo!

    Gabriel Reis, Publicitário.
    Cliente desde 05-2017

  • Fiz o processo de transformação de MEI para ME com o Simplificador e foi ótimo! A equipe de atendimento sempre esteve disponível para sanar minhas dúvidas e acredito que a ferramenta será essencial para a minha organização contábil já que com uma microempresa, as obrigações acabam sendo um pouco mais complexas do que eram com o MEI.

    Felippe Lepiane, Arquiteto.
    Cliente desde 05-2017

O que está esperando?

Se sua empresa ou seus planos se encaixam com os nossos, venha para o Simplificador e tenha uma experiência totalmente diferente com a sua contabilidade.